“Não há cura para o NASCER e o MORRER, a não ser SABOREAR o intervalo”.


OLÁ! SEJAM BEM VINDOS! VOLTEM SEMPRE!

Pesquisar este blog

Carregando...
IMPORTANTE: AS INFORMAÇÕES CONTIDAS NESTE SITE TEM CARÁTER INFORMATIVO E NÃO SUBSTITUEM AS OPINIÕES, CONDUTAS E DISCUSSÕES ESTABELECIDAS ENTRE MÉDICO E PACIENTE.

NOTICIAS DA HORA.

Loading...

domingo, 19 de dezembro de 2010

Gliose por microangiopatia riscos.

Gliose é uma alteração da substância branca do cérebro evidenciada na ressonância magnética por lesões hiperintensas (esbranquiçadas) nas sequências FLAIR, geralmente proveniente de microangiopatia cerebral (doença de pequenos vasos do cérebro). Ela é decorrente de doença ateroesclerótica (formação de placas de ateroma na parede das artérias) de pequenos vasos.
Alguns fatores de risco são bem conhecidos, como tabagismo, alcoolismo, colesterol alto, obesidade, sedentarismo, hipertensão, diabetes e outras doenças que acometem vasos (vasculites, doenças reumáticas como Lupus). Existem outras doenças que podem cursar com gliose no SNC: Cadasil, p.ex., é uma doença hereditária (familiar) que cursa com essas alterações em pessoas em idade mais jovem. Estudos têm demonstrado que essas lesões também podem ocorrer com maior freqüência em pessoas portadoras de transtornos psiquiátricos, dentre eles o transtorno bipolar, a esquizofrenia, as depressões crônicas e a dependência química. Outros estudos já associaram também esses achados à enxaqueca.
A maior parte dos casos são assintomáticos, ou seja, a pessoa não sente nada ou o que sente não pode ser relacionado às glioses. Mas a simples presença delas indica a necessidade de algumas medidas preventivas, como combater o sedentarismo, controlar o colesterol, reduzir o uso de substâncias químicas como tabaco e álcool, controlar bem a pressão e os níveis de glicose no sangue, evitar o estresse, dentre outras medidas, como hábitos saudáveis de vida. Isto porque, com o avançar da idade, as glioses podem se transformar em um problema maior.
O número de lesões, sua localização, a idade do paciente e outros fatores relacionados ao envelhecimento cerebral podem predispor o paciente com glioses a uma doença degenerativa cerebral, como a demência vascular. É importante frisar que nem todo o paciente desenvolverá demência e que o diagnóstico de demência deve ser, antes de tudo, clínico. É preciso avaliar as funções cognitivas, como memória e atenção, para saber se aquela pessoa tem ou não demência.
O mais comum, porém, é o paciente com gliose ter alguma perturbação do humor, seja ela pre-existente ou consequência das glioses. Já atendi pacientes que não tinham os fatores de risco que citei, que não tinham doenças clínicas que justificassem as glioses, mas que possuíam uma história de depressão e transtono de humor ao longo da vida.
O termo “depressão vascular” tem sido utilizado para esses casos. Os pacientes podem evoluir com sintomas depressivos e ansiosos (crônicos), irritabilidade, intolerância, com algum grau de impulsividade. Em geral esses pacientes têm glioses na substância branca do lobo frontal em quantidade moderada a alta. O quadro é mais exuberante quando existem glioses nos núcleos da base, como o núcleo caudado. Outros sintomas que podem ocorrer são tremores, perda de equilíbrio e dores de cabeça.
É importante que o paciente procure um psiquiatra para uma avaliação e tratamento. A depressão vascular tem algumas peculiaridades, uma delas o fato de não responder bem a antidepressivos, mas existem outros medicamentos capazes de controlar os sintomas e devolver a qualidade de vida aos pacientes.
Outro aspecto crucial e de caráter preventivo é a preocupação com a neuroproteção, ou seja, estar atento para os riscos de um envelhecimento cerebral mais acelerado e para a ocorrência de demência. O paciente deve ser acompanhado evolutivamente quanto às suas funções cognitivas, como memória e atenção, para iniciar precocemente uso de medicamentos neuroprotetores e anti-oxidantes que o protejam melhor de uma doença degenerativa.
Glioses possuem alguns sinônimos como: microangiopatia isquêmica, ateroesclerose cerebral, doença ateroesclerótica cerebral.
 Dr. Leonardo Figueiredo Palmeira 
Dúvidas: drpalmeira@gmail.com

7 comentários:

  1. dr leonardo tenho toxoplasmose cerebral e na minha segunda ressonancia de lesoes inespecifica podendo ser uma gliose/ou uma desmielinizaçao mais como sei que a toxo cerebral vem acompanhada com uma doeça oportunista gostaria de tirar minha duvida
    gostria de uma resposta

    grata andrea

    ResponderExcluir
  2. Dr. Fiz uma RM de encéfalo, para investigar paralizia de cordas vocais esquerda. O resultado apontou Focos de hipersinal em T2 e FLAIR na substancia branca periventricular e nos centros semiovais são inespecíficos, mas podem corresponder a microangiopatia/gliose. busquei na net e cheguei até o sr., minha dúvida: Venho de família onde minha avó paterna e 3 tios, (já falecidos) tiveram mal de ashawmer ( acho q é assim q se escreve) meu pai tb apresenta sinais da doença em grau moderado, e meu tio caçula começa a apresentar pequenos sinais da doença. Com base no resultado do meu exame e história familiar, pode ser algum sinal da doença? Devo procurar um profissional na área de neurologia para exames mais específico? Tenho 50 anos e 4 meses. Aguado resposta meu email dila_joao@yahoo.com.br. Agradeço a atenção Edilane.

    ResponderExcluir
  3. ola dr fiz uma rm do cranio devido ao uma queda de2 metros e perdi parte da força de meu corpo fiz da coluna tda rm mas uma coisa em especial me chamou atençao gliose, aleraçoes por microangiopatia ou rarefaçao mielinica .E a presença de um cisto na parede posterior da rinofaringe a esquerda medindo 0,8 cm cisto de retençao thornwaldt me ajude preciso entender td isto por favor ,faço acompanhamento com pisquiatra por depressao por favor me oriente .OBRIGADA.

    ResponderExcluir
  4. Dr, Leonardo,

    Das reportagens que li sobre Gliose por microangiopatia, até agora foi a mais esclarecedora, com uma linguagem didática e de fácil compreensão.
    Com mais tempo farei algumas perguntas relativas ao quadro clinico do meu marido.
    Att

    Sandra Alonso

    ResponderExcluir
  5. OI SANDRA É ESTE O EMAIL DO DR LEONARDO:drpalmeira@gmail.com
    UM ABRAÇO.

    ResponderExcluir
  6. Dr.Alguns dias atrás, dei entrada no hospital com bastante tontura, enjoôs. Quando me dá as tonturas, meu coração dispara e tenho uma crise de suor. Fiz vários exames de sangue, bati eletron, também do figado e todos deram normal.O médico me falou que era labirintite. Procurei um otorrino e também os exames deram normal. Procurei um Neuro e na ressônancia magnética apontou glioses ocasionado por migrânia. O neuro me passou remédito manupulado, só que as crises de tonturas estão me dando todos os dias, só que mais leve. será que o processo para cura é realmente lento.

    ResponderExcluir
  7. Dr. minha mãe tem 74 anos e apresentou alguns sintomas que deixou-me preocupada e levei ao psiquatra, geriatra e neuro, o geriatra pediu um tc do crânio que teve como conclusão; Sinais de redução volumetrica encefálica, embora na região da alta covexidade os culcos se apresentem apagados, achado que pode estar relacionado à alteração da dinâmica liquórica, na dependência de correlação clínica. Povável microangiopatia e Ateromatose carotídea o que devo fazer mim ajude por favor, ela está extremamente nervosa, fala muito do passado, as vezes chega a ser violenta e não dorme... Mary Jane (filha)

    ResponderExcluir

esterfeliz12@yahoo,com.br

Loading...

Como desenvolver a autoestima, ganhar confiança e viver com mais entusiasmo.

Paixão, entusiasmo, alegria, esperança e tantas outras emoções positivas são o combustível para uma vida plena de EROS, essa energia magnífica que pode destruir, mas que principalmente pode ampliar.

Mais do que nunca se sabe que as doenças físicas e mentais estão profundamente associadas a fatores biológicos e psicossociais. Portanto, é importante aprender, ou melhor, reaprender a se conectar com o novo, como uma maneira de se atualizar sempre no seu desejo e na maneira de sentir e absorver o mundo que nos cerca.

Posso destacar aqui uma maneira muito simples e quase óbvia, mas que raramente usamos em nosso proveito que são nossos órgãos dos sentidos, pois é através dos órgãos sensoriais que as mensagens de prazer entram em nossa vida,estimulando o desejo.

Por que falar de desejo quando eu quero falar de autoestima, felicidade, estar de bem consigo mesmo ou mesma? Por que reconhecer o seu próprio desejo e satisfazê-lo é o alimento que a alma precisa para dar estrutura ao Ego para suportar os reveses da vida sem ser derrubada por eles.

Usar a visão para olhar o que é belo,ouvir uma música com o coração e a memória, saborear a vida e o bolo de chocolate sem culpas, acariciar e abraçar para se arrepiar; e dessa maneira abrir seus próprios canais de conexão com o mundo e com seus próprios desejos.

É necessário assumir seus prazeres e necessidades, entendendo e aceitando a diversidade em todos os sentidos, com respeito pela própria natureza e pela dos outros. Ser inteiro e a cada dia se reconhecer e se validar, hoje o gozo, amanhã choro, acerto e erro, tendo coragem e medo.

Luz e sombra fazem o todo e aceitar-se assim e se permitir sentir e viver todos os seus desejos e se encontrar com seu próprio EU, aquele que a gente muitas vezes esconde da gente mesma por conta das obrigações e responsabilidades.

Fazer a cada dia um novo dia, em anseios e respostas, abdicando das fórmulas prontas que muitas das vezes está calcada não nos desejos e experiências, atuais, mas sim em dificuldades e medos ultrapassados e sem sentido no hoje, no aqui e agora.


Campanha Nacional de Doação de Órgãos. Participe e Divulgue. Para ser doador de órgãos, fale com sua família e deixe clara a sua vontade, não é preciso deixar nenhum Documento. Acesse www.doevida.com.br e saiba mais. Divulgação: entre em contato comcomunicacao@saude.gov.br At.Ministério da saúde. Siga-nos: www.twitter.com/minsaude

DOE SANGUE

DOE SANGUE

VISITAS

free counters
CONTATOS, email:esterfeliz12@yahoo.com.br

Postagens populares

Os Imprescindíveis.

Há homens que lutam por um dia e são bons.

Há outros que lutam por um ano e são melhores.
Há outros, ainda, que lutam por muitos anos e são muito bons.
Há, porém, os que lutam por toda a vida,
Estes são os imprescindíveis.

Bertolt Brecht.

Loading...
Loading...