“Não há cura para o NASCER e o MORRER, a não ser SABOREAR o intervalo”.


OLÁ! SEJAM BEM VINDOS! VOLTEM SEMPRE!

Pesquisar este blog

Carregando...
IMPORTANTE: AS INFORMAÇÕES CONTIDAS NESTE SITE TEM CARÁTER INFORMATIVO E NÃO SUBSTITUEM AS OPINIÕES, CONDUTAS E DISCUSSÕES ESTABELECIDAS ENTRE MÉDICO E PACIENTE.

NOTICIAS DA HORA.

Loading...

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Legumes e Verduras.

Alcachofra recheada

Beringela recheada

Brócolo em alho e óleo

Couve à mineira

Couve-flor ao forno

Creme de Espinafre

Escarola refogada

Farofa de abobrinha

Rolinhos de repolho

Sob o termo genérico de hortaliças, os legumes e verduras são componentes indispensáveis em nossa alimentação: aí se incluem as raízes, como a cenoura; bulbos, como a cebola; caules, como os aspargos; flores, como a alcachofra e o bróculo; folhas, como a couve, a alface e o agrião; frutas, como o tomate.

Ricas em vitaminas devem estar presentes em nossas refeições, cruas ou cozidas, nas mais diversas preparações como saladas, refogados, tortas, souflês, etc.

Para consumi-los crus, é importante que sejam muito bem lavados e deixados de molho por alguns minutos em água com duas gotas de cloro ou uma colher de vinagre. O cozimento deve ser feito de preferência ao vapor, ou com muito pouca água, para não perder os nutrientes.

Para receitas elaboradas com verduras cruas, ver "saladas".

Creme de Espinafre

Famoso pelo seu alto conteúdo de ferro, alimento que tornava o herói de histórias em quadrinhos Popeye forte e invencível, o espinafre é uma verdura muito saborosa. Este creme é um excelente acompanhamento para carne assada, língua ensopada e filé de frango na chapa.

Ingredientes

1 maço de espinafre

1 colher de azeite de oliva ou manteiga

½ cebola picadinha

1 dente de alho amassado

sal a gosto

½ xícara de leite

1 colher das de sobremesa rasa de maizena

Modo de preparar

1. Tirar as folhas do espinafre e cozinhá-las ao vapor por 10 minutos

2. Picá-las bem muidinho com uma faca afiada

3. Aquecer o azeite ou manteiga e refogar a cebola e o alho

4. Acrescentar o espinafre picado e o sal e refogar por mais alguns minutos

5. Colocar o leite e deixar ferver

6. Dissolver a maizena em um pouco de água fria e ir despejando aos poucos sobre o espinafre, mexendo sempre até engrossar

Escarola refogada

A escarola é verdura rica em vitamina A, de sabor levemente amargo. Tem sabor levemente laxante quando ingerida em grandes quantidades.

Ingredientes

1 maço de escarola

½ cebola picadinha

1 dente de alho amassado

1 colher de óleo

sal e pimenta do reino a gosto

Dica: A mesma receita pode ser preparada com acelga, almeirão, chicória e catalonia.

Para variar: Acrescente 3 ou quatro azeitonas pretas bem picadinhas ao refogado

Modo de preparar

1. Lavar bem as folhas da escarola, deixando-as de molho em uma solução de água e vinagre por 10 minutos

2. Secar e cortar em tiras finas

3. Refogar o alho e a cebola no óleo

4. Colocar a escarola e deixar cozinhar levemente, sem água, mexendo sempre

5. Acrescentar o sal e a pimenta e servir

Brócolo em alho e óleo

O brócolo é uma boa fonte de vitaminas A, B e C. É importante cozinhá-lo ao vapor, ou com muito pouca água, e em panela destampada para que não perca a cor. Para diminuir seu forte cheiro durante o cozimento, acrescente à água um pedaço de pão amanhecido É um excelente acompanhamento para carne assada, cabrito, bacalhau ao forno.

Ingredientes

1 maço de brócolos

3 dentes de alho picados bem fino

2 colheres de azeite de oliva

1 pimenta vermelha, sem sementes, bem picadinha

sal a gosto

Para variar: Faça a mesma receita com couve flor

Modo de preparar

1. Limpe bem o brócolo, tirando as partes mais fibrosas do caule e as folhas mais duras

2. Cozinhe ao vapor, ou em pouca água por 10 minutos

3. Escorra e reserve

4. Aqueça o azeite de oliva, refogue o alho até dourar e a pimenta

5. Acrescente o brócolo, mexa rapidamente, salgue e sirva

Couve à mineira

Conhecida desde a antiguidade, a couve era tida na Grécia como a erva da longa vida. Existem mais de 70 variedades de couves, sendo os repolhos roxo e branco uma variedade de couve, bem como a couve flor. São ricas em minerais, vitaminas B e C. A couve à mineira é a companheiras inseparável da feijoada, do tutu de feijão e do virado à paulista.

Ingredientes

1 maço de couve manteiga

50 gr. de toucinho defumado

1 dente de alho amassado

sal a gosto

Para variar: Substitua o toucinho defumado por uma colher de banha de porco ou de manteiga

Dica: Aproveite a sobra de couve refogada para fazer um virado. Aqueça-a e vá pondo aos poucos farinha de mandioca torrada, em quantidade suficiente para formar uma farofa não muito seca

Modo de preparar

1. Corte os talos e lave bem as folhas

2. Seque-as, enrole como se fosse um rocambole e corte fios bem fininhos. Reserve

3. Em uma frigideira derreta o toucinho defumado picado e refogue o alho até dourar

4. Acrescente a couve e o sal e mexa bem até a couve murchar e absorver o tempero. Não ponha água!

5. Salgue e sirva bem quente

Beringela recheada

Sabe-se que a beringela era conhecida na China e na Índia há pelo menos 1500 anos. A culinária árabe, turca, grega, búlgara e de outros povos dessa região incluem muitos pratos preparados com ela. É uma boa fonte de vitaminas B e C e rica em sais minerais. Nos últimos tempos vem sendo utilizada crua para a redução do colesterol. Sirva acompanhada de arroz branco.

Ingredientes

3 beringelas grandes

1 ovo

3 colheres de cheiro verde picado

1 colher de orégano picado

2 dentes de alho amassados

1 colher de pimenta vermelha seca

2 colheres de azeite de oliva

sal a gosto

3 colheres de queijo mineiro curado ralado

Para variar: Antes de polvilhar o queijo, espalhe sobre a beringela um pouco de molho de tomate

Modo de preparar

1. Tire as pontas das beringelas e parta-as ao meio

2. Deixe de molho em água com sal por 10 minutos, escorra.

3. Leve ao forno em assadeira forrada e cobertas com papel de alumínio para assar por 30 minutos

4. Espere amornar e retire cuidadosamente a polpa das beringelas com uma colher, reservando as cascas.

5. Bata no processador ou amasse com um garfo a beringela, o ovo, os temperos e o azeite

6. Recheie as cascas com essa mistura

7. Cubra com o queijo ralado e leve ao forno por 10 minutos para gratinar

Couve-flor ao forno

Da família das couves, da couve-flor se consome geralmente apenas a inflorescência que possui menos propriedades nutritivas que a folha. Assim, podemos aproveitar as folhas para preparar sopas ou refogados. Sirva este prato acompanhado de arroz e feijão.

Ingredientes

1 couve-flor grande

1 colher das de café de sal

1 xícara de leite

1 colher de maizena

1 colher de manteiga ou margarina

3 colheres de queijo parmesão ralado

Modo de preparar

1. Lave bem a couve-flor e cozinhe em água com um pouco de leite e sal, em panela funda, virada para baixo

2. Escorra e reserve

3. Ferva o leite com a manteiga, tempere com sal e engrosse com a maizena dissolvida em água.

4. Coloque a couve flor em um refratário, despeje sobre ela o molho branco e polvilhe com o queijo ralado

5. Leve ao forno quente por 15 minutos para gratinar e sirva imediatamente

Farofa de abobrinha

Excelente para acompanhar um tradicional almoço de arroz, feijão e mistura, esta farofa pode ser preparada também com sobras da própria abobrinha, quiabo ou outro legume refogado.

Ingredientes

2 abobrinhas grandes

1 cebola picadinha

1 dente de alho amassado

½ folha de louro

1 colher de cheiro verde picado

sal e pimenta do reino a gosto

2 colheres de óleo

farinha de milho amarela o quanto baste

Modo de preparar

1. Lave bem e corte as pontas das abobrinhas

2. Pique-as em quadradinhos sem descascar

3. Aqueça o óleo e refogue a cebola e o alho sem dourar

4. Coloque a abobrinha picada e deixe refogar em fogo brando até amolecer bem, sem acrescentar água.

5. Acrescente o cheiro verde, o louro, o sal e a pimenta e deixe refogar mais um pouco

6. Vá colocando a farinha de milho aos poucos, mexendo sempre até ficar uma farofa úmida.

Alcachofra recheada

A alcachofra é considerada a mais refinada das hortaliças. Pode ser comida simplemente cozida em água e sal, tirando-se suas folhas uma a uma e mergulhando-as em azeite ou molho vinagrete. De origem africana, dizem as lendas que a alcachofra era o prato predileto de Cleópatra. É rica em hidratos de carbono. Para prepará-las, lave bem uma por uma, abrindo um pouco as folhas. Corte os talos e as pontas das folhas e leve a cozinhar, viradas para baixo em água e sal. Quando uma folha puder ser facilmente destacada a alcachofra estará cozida. Inúmeros pratos são feitos apenas com o "coração" da alcachofra, ou seja a parte central, depois de removidas as folhas e as fibras centrais. Sirva acompanhada de arroz branco ou como entrada

Ingredientes

6 alcachofras grandes

¼ quilo de camarões pequenos descascados

1 tomate sem pele e semente

1 cebola picada

1 dente de alho amassado

2 colheres de salsinha picada

2 filés de anchovas em conserva

2 colheres de farinha de rosca

1 colher de azeite de oliva

1 pimenta vermelha sem sementes

sal a gosto

Para variar: Substitua os camarões e as anchovas por presunto picado ou cogumelos frescos.

Modo de preparar

1. Corte os talos e as pontas das alcachofras e cozinhe em água com vinagre e sal, invertidas, por 10 minutos. Agague o fogo e deixe amornar

2. À parte, aqueça o azeite de oliva, refogue as cebolas, o alho, os filés de anchova picadinhos.

3. Acrescente a salsinha e os camarões refogando mais um pouco até os camarões ficarem rosados

4. Acrescente a farinha de rosca aos poucos e mexa bem

5. Com uma colher retire as folhas mais centrais e as fibras

6. Raspe com uma colher das de café a polpa da base das folhas e acrescente ao recheio

7. Encha as alcachofras com o recheio, regue com azeite de oliva e leve ao forno em assadeira forrada com papel de alumínio por 20 minutos

Rolinhos de repolho

Parente das couves, os repolhos, branco ou roxo, são ricos em vitaminas B1, B2 e A e sais minerais. Podem ser utilizados em sopas e refogados e cru, em saladas. Estes rolinhos são um prato completo que podem ser servidos ao jantar, após uma boa sopa de feijão.

Ingredientes

1 repolho branco

½ xícara de arroz

¼ quilo de carne moída sem gordura

sal a gosto

1 colher de manjericão fresco

1 colher das de café de coentro em grão moído

2 tomates grandes

1 cebola grande

1 xícara de caldo de carne

1 folha de louro

Modo de preparar

1. Separe as folhas maiores do repolho (a parte central pode ser usada para outro prato)

2. Tire a nervura central e passe-as por água fervente para amolecer. Reserve

3. Misture o arroz e a carne moída – ambos crus – o sal, os temperos, regue com um pouco de azeite de oliva, até ficar uma massa uniforme

4. Recheie cada folha de repolho com um pouco da massa de carne e arroz.

5. Corte a cebola e o tomate em rodelas

6. Arrume numa panela alta camadas de tomate, cebola, os rolinhos de repolho, cebola, terminando com uma de tomates.

7. Acrescente a folha de louro, despeje o caldo, tampe a panela e leve ao fogo branco por aproximadamente 25 minutos.

8. Deixe descansar com a panela tampada por 10 minutos e sirva.

Um comentário:

esterfeliz12@yahoo,com.br

Loading...

Como desenvolver a autoestima, ganhar confiança e viver com mais entusiasmo.

Paixão, entusiasmo, alegria, esperança e tantas outras emoções positivas são o combustível para uma vida plena de EROS, essa energia magnífica que pode destruir, mas que principalmente pode ampliar.

Mais do que nunca se sabe que as doenças físicas e mentais estão profundamente associadas a fatores biológicos e psicossociais. Portanto, é importante aprender, ou melhor, reaprender a se conectar com o novo, como uma maneira de se atualizar sempre no seu desejo e na maneira de sentir e absorver o mundo que nos cerca.

Posso destacar aqui uma maneira muito simples e quase óbvia, mas que raramente usamos em nosso proveito que são nossos órgãos dos sentidos, pois é através dos órgãos sensoriais que as mensagens de prazer entram em nossa vida,estimulando o desejo.

Por que falar de desejo quando eu quero falar de autoestima, felicidade, estar de bem consigo mesmo ou mesma? Por que reconhecer o seu próprio desejo e satisfazê-lo é o alimento que a alma precisa para dar estrutura ao Ego para suportar os reveses da vida sem ser derrubada por eles.

Usar a visão para olhar o que é belo,ouvir uma música com o coração e a memória, saborear a vida e o bolo de chocolate sem culpas, acariciar e abraçar para se arrepiar; e dessa maneira abrir seus próprios canais de conexão com o mundo e com seus próprios desejos.

É necessário assumir seus prazeres e necessidades, entendendo e aceitando a diversidade em todos os sentidos, com respeito pela própria natureza e pela dos outros. Ser inteiro e a cada dia se reconhecer e se validar, hoje o gozo, amanhã choro, acerto e erro, tendo coragem e medo.

Luz e sombra fazem o todo e aceitar-se assim e se permitir sentir e viver todos os seus desejos e se encontrar com seu próprio EU, aquele que a gente muitas vezes esconde da gente mesma por conta das obrigações e responsabilidades.

Fazer a cada dia um novo dia, em anseios e respostas, abdicando das fórmulas prontas que muitas das vezes está calcada não nos desejos e experiências, atuais, mas sim em dificuldades e medos ultrapassados e sem sentido no hoje, no aqui e agora.


Campanha Nacional de Doação de Órgãos. Participe e Divulgue. Para ser doador de órgãos, fale com sua família e deixe clara a sua vontade, não é preciso deixar nenhum Documento. Acesse www.doevida.com.br e saiba mais. Divulgação: entre em contato comcomunicacao@saude.gov.br At.Ministério da saúde. Siga-nos: www.twitter.com/minsaude

DOE SANGUE

DOE SANGUE

VISITAS

free counters
CONTATOS, email:esterfeliz12@yahoo.com.br

Postagens populares

Os Imprescindíveis.

Há homens que lutam por um dia e são bons.

Há outros que lutam por um ano e são melhores.
Há outros, ainda, que lutam por muitos anos e são muito bons.
Há, porém, os que lutam por toda a vida,
Estes são os imprescindíveis.

Bertolt Brecht.

Loading...
Loading...